Kinvo Artigos

O que é ESG? Entenda a importância para empresas e investidores

O que é ESG? Entenda a importância para empresas e investidores

Compartilhe essa publicação

A sustentabilidade é uma das principais pautas de discussão nos noticiários e tem sido responsável por trazer mudanças no mercado financeiro. Nesse sentido, entender o que é ESG pode ser vantajoso para sua estratégia de investimentos. 

Isso acontece porque diversas empresas estão revendo suas práticas e buscando alinhar sua operação com as necessidades atuais, visando o desenvolvimento sustentável. Logo, considerar essas medidas pode trazer resultados positivos para o seu portfólio.

Mas você sabe o que é ESG? Neste artigo, você aprenderá o significado dessa sigla, quais as mudanças ela traz para o mercado e qual sua importância para empresas e investidores. 

Acompanhe a leitura!

O que é ESG no mercado financeiro?

O ESG consiste em uma agenda global com foco em sustentabilidade. A sigla surgiu a partir da união dos conceitos de environmental, social e governance. Em português, eles são traduzidos como meio ambiente, responsabilidade social e governança corporativa. 

Em conjunto, eles funcionam como os três pilares da sustentabilidade empresarial. Nesse sentido, empresas do mercado financeiro podem levá-los em consideração para pautar suas ações e adotar novas práticas em seus processos — com foco em ser mais sustentável. 

Essa agenda ganhou ainda mais importância com o crescimento das discussões sobre os impactos das atividades corporativas na sociedade e no meio ambiente. Com isso, as organizações podem adequar suas atividades para atender ao novo cenário de sustentabilidade. 

Além disso, o ESG se tornou um critério de avaliação para investidores. O motivo é que muitos analisam as atividades e os fundamentos da companhia das companhias com base nos três âmbitos da agenda sustentável para embasar sua decisão de investimento. 

Quais são os objetivos do ESG?

Como você aprendeu, o ESG é uma tendência internacional presente no mercado corporativo. Assim, o objetivo dessa agenda é levar empresas a reverem suas práticas atuais para adotarem uma operação mais sustentável em seu cotidiano. 

Na questão ambiental, o intuito é reduzir os impactos das operações empresariais na natureza. Nesse sentido, as organizações podem diminuir a pegada de carbono, priorizar o uso de energias renováveis e minimizar a emissão de poluentes na atmosfera, por exemplo.

Quanto à responsabilidade social, o objetivo é que as companhias possam rever seu papel como membros da sociedade. Dessa forma, elas devem investir em políticas de diversidade, adotar boas práticas trabalhistas e fomentar iniciativas sociais. 

Para o terceiro pilar, a proposta é que as empresas possam valorizar boas práticas de governança corporativa em sua rotina. Isso inclui a transparência quanto aos seus números e a manutenção da ética em seus negócios. 

Qual é a importância do ESG para empresas e investidores?

Agora que você sabe mais sobre os objetivos do ESG, é preciso entender como ele é usado no mercado — e qual é a sua relevância para empresas e investidores. Esse termo representa um guia para que as organizações possam reestruturar suas operações. 

Desse modo, elas podem se dedicar a avaliar os três pilares da agenda e usá-los para nortear suas atitudes. Com isso, as empresas poderão se tornar mais sustentáveis e minimizar seus impactos na natureza e na sociedade.

Ademais, o ESG serve como um mecanismo para mantê-las competitivas no longo prazo. Como vimos, a sustentabilidade é uma tendência no mercado. Então as empresas que não se adequarem podem ficar para trás.

Já para os investidores, a agenda representa uma oportunidade para fazer investimentos verdes. Ou seja, além de buscar alternativas com bons potenciais de rentabilidade, eles podem usar seu capital como um instrumento de fomento às boas práticas ambientais, sociais e de governança. 

Como fazer investimentos com foco em ESG?

Conseguiu compreender a importância do ESG para as empresas e investidores? Então é oportuno saber como você pode fazer investimentos no mercado financeiro com esse foco.

Conheça as alternativas!

Ações

Na bolsa de valores, as ações de empresas brasileiras que atuam priorizando as práticas ESG são uma das principais alternativas. Ao adquirir esses papéis, os investidores estarão expondo seus recursos aos resultados de companhias listadas na bolsa.

Nesse sentido, você pode incluir os critérios ESG como parte da sua análise fundamentalista. Dessa maneira, além de saber se os números da empresa são interessantes, você poderá confirmar se as suas práticas se alinham à sustentabilidade. 

Também é possível buscar companhias internacionais que usam o ESG em sua operação. Na bolsa brasileira, a B3, elas podem estar disponíveis por meio de brazilian depositary receipts (BDRs) de ações. Trata-se de certificados com lastro em ativos do mercado estrangeiro, ampliando as oportunidades para investir. 

ETFs

Também na bolsa de valores, os investidores podem incluir os exchange traded funds (ETFs) em sua estratégia. Conhecidos como fundos de índice, eles são um tipo de fundo de investimento que reproduz a performance de um indicador do mercado financeiro. 

Dessa forma, é possível acompanhar o desempenho dos índices ESG existentes. No Brasil, por exemplo, há o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), Indicador Carbono Eficiente (ICO2), Índice Brasil ESG e outros. 

Você pode avaliar a composição da carteira teórica dos índices quais são os critérios de elegibilidade dos ativos que o compõem. Após a análise, será possível buscar os ETFs que utilizam esses indicadores como referência e se expor aos resultados desses veículos. 

Fundos de investimento

Outra alternativa para investir com foco em sustentabilidade são os fundos de investimento com estratégia ESG. Trata-se de veículos coletivos que estruturam seu portfólio com alternativas que atendam a esses critérios. 

Esses fundos podem compor sua carteira com diversos ativos, derivativos e títulos que apresentam alinhamento com a agenda — conforme o tipo de fundo. As operações são responsabilidade do gestor do veículo, que segue uma estratégia predeterminada para realizar as movimentações financeiras. 

Títulos verdes

A renda fixa também apresenta oportunidades para investidores com foco em ESG. Nesse sentido, eles podem encontrar os chamados títulos verdes (green bonds). Esses produtos captam recursos para empresas conduzirem projetos com foco em sustentabilidade.

Na prática, eles funcionam como um empréstimo. Assim, o investidor aporta seu capital nos títulos com o objetivo de recebê-lo com acréscimo de juros no futuro. Em geral, os investidores podem encontrar debêntures com essas características, mas podem existir outros títulos do tipo.

Como você viu, entender o que é ESG e como o mercado utiliza esses critérios serve para fortalecer sua estratégia de investimentos. Dessa forma, você poderá usar a sustentabilidade como um dos elementos de avaliação para encontrar as alternativas que farão parte da sua carteira. 

Quer saber mais sobre o funcionamento do mercado e conhecer tendências de investimentos? Acompanhe o blog do Kinvo!

 

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar